Me chamo Mônica, sou professora de Português, Inglês e Literatura. Também tenho outras formações, sou teóloga. Eu vim fazer o curso de Doutorado no IESLA, porque o meu professor, era doutor em teologia, e em outras áreas. Foi ele que me falou sobre o IESLA, ele já faleceu, mas ele disse, “Se você quiser fazer um doutorado de renome e internacional, vá para o IESLA”, e simplesmente fiquei com aquilo gravado e nunca mais esqueci. Aí eu falei, “Se o meu professor Rubens falou isso, eu vou acatar o que ele falou, porque ele é de confiança“ e realmente gente, eu estou amando, amando muito, acredito que foi um presente de Deus para mim, e eu até me emociono de falar. Porque eu nem pensava em vim para Argentina, isso não estava nos meus planos não, mas estou amando a Argentina.
O ambiente da Universidade de Palermo é excelente, eu estou falando de todo o meu coração. O Doutorado é muito rico, porque o corpo docente, a equipe pedagógica, todos de parabéns, tudo maravilhoso, a estrutura, tudo. Nós estamos aprendendo coisas maravilhosas, estamos estudando sobre gestão do conhecimento, e são matérias que estão enriquecendo muito para nós aprendermos o que é essa questão de como fazer uma renovação na Educação que está precisando de tanta reforma, de tanta mudança, estamos precisando disso, aprender o que é cultura da família, perda de conteúdo linguístico. Nós estamos querendo colocar em pauta. Então, acredito que vai sair muita tese forte, muita tese boa, porque estamos ficando cheios de informação, muita coisa boa e vamos ter muito para mostrar para o nosso Brasil. Um título internacional o que é maravilhoso, e que iremos revalida-lo para o brasil.
Sairemos daqui doutores muito fortalecidos, para levar o melhor para a nossa educação, não só para o Brasil, mas para outras nações, pois somos internacionais.

Monica Conte Campelo
Aluno do Doutorado em Educação Superior – UP