Liberte-se do Perfeccionismo na carreira


Você conhece alguém ou é o tipo de pessoa que busca a perfeição exagerada na execução das tarefas e se cobra ao máximo o tempo todo? Se esta é a sua realidade, a palavra perfeccionista poderia ser a melhor forma para defini-lo, pois segundo o dicionário Aurélio,  é a pessoa que tende a obstinar-se em fazer as coisas com perfeição.

Sabemos que a perfeição não existe ou ela é no mínimo subjetiva e, se não for trabalhada pode ser prejudicial para a vida e para a carreira por sempre levar o perfeccionista ao estresse e exaustão. No ambiente corporativo ela faz o trabalhador criar pressões desnecessárias sobre si, o que, consequentemente, diminui o seu desempenho profissional.

Em matéria publicada no site Tambora.com, a doutora em psicologia e então presidente da International Stress Management Association no Brasil (ISMA-BR), Ana Maria Rossi, ressaltou o desgaste físico e emocional provocado pelo perfeccionismo. Segundo ela, “o perfeccionismo desqualifica, justamente porque a pessoa não tem medida, ela foge da realidade ao achar que é possível fazer tudo totalmente bem o tempo todo. E isso não é possível”, afirmou.

Vale ressaltar que é saudável oferecer o melhor de si, buscar executar as atividades com excelência e ter padrões pessoais e profissionais fortes, mas o que estamos tratando aqui é sobre a busca por uma perfeição inalcançável, permeada por um autocobrança e a necessidade de sempre atender as expectativas de outrem. Assim, é necessário estabelecer limites para não deixar que essa busca se torne prejudicial.

Se você acredita que o perfeccionismo tem atrapalhado a sua vida pessoal e profissional, confira quatro dicas encontradas no site da Forbes Carreira, que certamente irão lhe ajudar nesse processo de criar novos hábitos contra o perfeccionismo e, como tal, exigirá esforço, tempo, paciência, resiliência, mas que no final frutos positivos poderão ser colhidos.

1- Abra-se aos “erros”  e a oportunidade de aprender com eles;

2- Construa o hábito de pensar e agir rápido, deixando de lado a procrastinação e indecisão que muitos perfeccionistas enfrentam;

3- Crie expectativas realistas, evitando padrões muito altos e inalcançáveis;

4- Mude de perspectiva, desafiando-se a ver situações que frequentemente poderiam desmotivar e frustrar sob uma outra ótica.

Gostou do artigo? Aproveite para compartilhar com aquela pessoa que você conhece que tem tido o desenvolvimento parado por causa do perfeccionismo. Para conferir mais matérias e conteúdos relevantes para sua carreira, acesse agora mesmo o site da IESLA. A Universidade que entende você!

Fontes de informações:

https://tamboro.com.br/4-provas-de-que-o-perfeccionismo-pode-estar-atrapalhando-a-sua-carreira/

https://forbes.com.br/carreira/2019/09/4-estrategias-para-vencer-o-perfeccionismo-na-carreira/#foto4



Tags: No tags